top of page
Search

Obra emergencial em córrego da zona leste está em andamento.

Um trabalho de contenção está sendo realizado em trecho da margem do rio Aricanduva.


Por: João Victor Montoza

 

A população que mora nas proximidades da avenida Aricanduva, na zona leste da capital, pode esperar mudanças em um trecho que recebeu uma obra emergencial nas margens do rio que acompanha a via.

A região sofre com um histórico recorrente de alagamentos do rio Aricanduva, e a obra visa auxiliar o fluxo da água e melhorar a contenção da margem, que vinha se degradando e aumenta as chances de enchentes e alagamentos.

O empresário José Carlos Cunha, proprietário de um comércio situado na avenida, comenta sobre os impactos da obra na região.

“Nós estamos aqui há 32 anos, tivemos vários problemas com enchentes no passado, e depois que começaram a fazer os piscinões, na redondeza, melhorou muito esse problema que a gente tinha. Mesmo assim, a gente ainda percebia que esse espaço segurava muita água, devido aos desbarrancamentos, e agora depois dessa obra, a gente não teve mais, e tivemos chuvas fortes agora a pouco tempo” - relatou.

 

As ações do poder municipal

Foi identificado pela defesa civil e por técnicos da Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras (SIURB), um deslizamento das margens do rio, e um avanço do processo de erosão do muro em alguns pontos, e as obras iniciaram em agosto do ano passado.

Para contenção, foram R$ 9 milhões investidos em 50 metros de um novo muro de gabião em cada margem, além da recuperação do fundo do canal, e de uma nova pavimentação, no trecho do pontilhão que dá acesso ao Shopping Aricanduva.

O prefeito da cidade de São Paulo, Ricardo Nunes, esteve no local das obras, e comentou sobre as ações da prefeitura para evitar outro problema que também contribui para dificultar o fluxo de água e ocasionar enchentes na região, que são os descartes irregulares de resíduos às margens do rio.

“Essa questão do resíduo é fundamental, flagrado, infelizmente, muitos porcalhões jogando lixo na rua, eu mandei um projeto para câmara, e os vereadores votaram, para que a gente aumentasse o valor da multa, de R$ 400 para R$ 25 mil. Nós temos 126 ecopontos na cidade, então as pessoas têm onde levar o seu descarte, e a prefeitura não cobra nada por isso. [...] É nossa obrigação fiscalizar, um porcalhão que prejudica toda a comunidade, tem que pagar por isso”.




A Central de Notícias da Rádio Inteira Ação é uma iniciativa do Projeto “EDUCAÇÃO MIDIÁTICA NO COMBATE À DESINFORMAÇÃO”. Este projeto foi realizado com o apoio da 7ª Edição do Programa Municipal de Fomento ao Serviço de Radiodifusão Comunitária Para a Cidade de São Paulo.

Os conteúdos ditos pelos entrevistados não refletem a opinião da emissora.

Comments


bottom of page